Theme Layout

layout_grid

Boxed or Wide or Framed

Theme Translation

Display Featured Slider

Featured Slider Styles

[Boxedwidth][caption2]

Display Trending Posts

Display Instagram Footer

userId: 200280022, accessToken: '1677ed0.27286c4787d645babafe132cb8a61844',

Dark or Light Style

Os Senhores dos Dinossauros - Victor Milán




Um dos lançamentos mais aguardados de 2015, Os Senhores dos Dinossauros chegou até mim pelas mãos da DarkSide Books no mês de setembro. Eu já tinha recebido um kit antes, contendo um dinossauro e alguns materiais falando da proposta do livro. O mesmo diz ser a junção de Game of Thrones com Jurassic Park, dai fiquei super curiosa e o aguardando mais ainda.

SINOPSE:
Em “Os Senhores dos Dinossauros”, Victor Milán consegue materializar um sonho que milhares de leitores compartilham secretamente desde a infância: cavalgar os gigantes répteis pré-históricos, como o terrível Tiranossauro Rex. O romance se passa no Império da Nuevaropa, um continente claramente inspirado na Europa do século XIV. Cultura e costumes, religião, conflitos políticos, tecnologia e armamento são compatíveis com o último período da Idade Média. Mas neste mundo, construído pelos Oito Criadores, os dinossauros também fazem parte do arsenal de guerra. O autor de Guerra dos Tronos, amigo pessoal de Milan, define o que os leitores podem esperar de Os Senhores dos Dinossauros: “É como um encontro de Jurassic Park com Game of Thrones.” 

O livro já começa narrando uma batalha que matou de cara minha curiosidade de como seria a participação dos dinossauros na história. Nela também são apresentados alguns personagens principais da trama: Jaume (Conde das Flores e Capitão General da Ordem dos Companheiros de Nossa Senhora do Espelho), Voyvod Karyl (comandante da Legião do Rio Branco) Rob Korrigan( menestrel e mestre de dinossauros) e o Duque Falk von Hornberg com Tiranossauro Rex albino, Floco de Neve.

De um lado temos Jaume, Karyl e seu exército imperial, do outro lado temos a Comitiva dos Príncipes, onde Rob e Falk lutam, gerando assim a primeira batalha, onde uma traição muda o rumo dos acontecimentos. Após a batalha, Karyl não é mais o cavaleiro de antes, Falk se une ao Império e Rob perde seu emprego de mestre de dinossauros, sendo contratado por uma mulher misteriosa para encontrar um cavaleiro lendário. A medida que a história vai se desenrolando, somos apresentados a outros personagens importantes, como o imperador Felipe e sua filha Melodía, e podemos perceber quanto a batalha do início do livro mudou a vida de todos envolvidos e o Império. Vão surgindo os conflitos políticos, dúvidas, ameaças  de conspiração que só aumentam aquela curiosidade que não te deixa largar o livro.


Também vamos percebendo que os dinossauros estão não apenas em batalhas, mas também no cotidiano dos habitantes de Paradise, existindo vários tipos de dinossauros que ocupam diversas funções. Achei bem bacana a preocupação do autor de pesquisar sobre as espécies existentes, e  muitas espécies citadas no livro fazem jus a sua descrição científica. No início de cada capítulo há um trecho falando sobre algum tipo dinossauro, ou um trecho que te ajudará a se situar no capítulo e na história em geral.

A magia também está presente, mesmo que bem escassa nesse primeiro livro. Um ponto forte da história que me atraiu bastante foi a grande influência da religião, tanto na crença popular quanto nas decisões políticas. São citados os Fae e os Anjos Cinzentos, intermediários dos oito deuses criadores, e se algo ficou claro foi que presença deles é algo tremendamente assustador, e várias lacunas ficam abertas em relação a isso, me deixando ansiosa pela continuação.

Sobre a edição: a Darkside nunca deixa a desejar no design e diagramação dos livros, não é? Capa dura muito bem detalhado, as ilustrações de dinossauros por dentro do livro são lindas. O que me incomodou de fato foi a revisão do livro, que possui alguns erros na sua escrita. Acho que poderia ser acrescido um mapa pra esse tipo de história também.

Enfim, Os Senhores dos Dinossauros é um livro com diversos conflitos políticos, uma pitada de sobrenaturalismo, e, claro, as épicas batalhas com os dinossauros. Creio que a história só tende a melhorar nos próximos volumes, onde será possível encontrar as respostas das questões que esse primeiro livro deixa (assim espero). Apesar de algumas partes maçantes, ainda foi capaz de me despertar interesse por mais conhecimento desse novo universo criado por Milán. Início promissor de uma grande saga.

Leia Também:

5 comentários:

  1. Eu adoro livros de fantasia e esse, por se tratar de dinossauros envolvidos nesse contexto, me chamou muito a atenção, acho que nunca vi nada parecido antes :)
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros de fantasia, sem duvida é meu gênero favorito. Esse dias estava na saraiva b$b$ndo livros e vi alguns que chegaram da Darkside, pelos deuses o que e aquilo? Amor em forma de livro, estou louca para comprar o meu. (os meus)

    ResponderExcluir
  3. Adorei essa postagem sobre o livro vans, pretendo adquiri-lo futuramente visto que livros de fantasia "tendem" a ser ótimos.... O nome da cidade já é bem sugestivo também.

    ResponderExcluir
  4. Eu não sei se eu gosto mais de Aliens ou de Dinossauros ahhaah <3 Imagino o trabalho que não deu pra ele como você disse, colocar os dinossauros d euma forma "lega " no cotidiano.
    Fiquei curiosa hehe
    beijos
    Follow Cíntia

    ResponderExcluir
  5. Nossa, o título já é chamativo por si só, e então o enredo arremata tudo. Eu diria que é preciso uma grande mente para criar tudo isso. Agora fiquei curiosa para conhecer a escrita e descobrir como o autor inseriu esses elementos.

    beijos!
    estilhacandolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

[name=Vân Crist] [description=Your Description Here] (facebook=https://www.facebook.com/vaniacristinast) (twitter=https://twitter.com/VanzZombie) (instagram=https://www.instagram.com/vancrist/) (pinterest=https://pinterest.com/vancrist/) (tumblr=http://zombieffect.tumblr.com/)

@vancrist