Theme Layout

layout_first_grid

Boxed or Wide or Framed

Theme Translation

Display Featured Slider

Featured Slider Styles

[Boxedwidth][caption2]

Display Trending Posts

Display Instagram Footer

userId: 200280022, accessToken: '1677ed0.27286c4787d645babafe132cb8a61844',

Dark or Light Style

Precisamos falar sobre "Kenobi" de John Jackson Miller



Assim que terminei de ler Kenobi minha primeira reação foi olhar para os lados e pensar "poxa, eu preciso conversar desse livro com alguém!". Como tenho meu amado blog aqui pra isso, vim correndo tentar explanar da melhor forma minha experiência com esse livro, e claro, discutir isso com vocês.

SINOPSE: 
A República foi destruída, e agora a galáxia é governada pelos terríveis Sith. Obi-Wan Kenobi, o grande cavaleiro Jedi, perdeu tudo... menos a esperança. Após os terríveis acontecimentos que deram fim à República, coube ao grande mestre Jedi Obi-Wan Kenobi a missão de proteger aquele que pode ser a última esperança da resistência ao Império. Vivendo entre fazendeiros no remoto e desértico planeta Tatooine, nos confins da galáxia, o que Obi-Wan mais deseja é manter-se no completo anonimato e, para isso, evita o contato com os moradores do local. No entanto, todos esses esforços podem ser em vão quando o “Ben Maluco”, como o cavaleiro passa a ser conhecido, se vê envolvido na luta pela sobrevivência dos habitantes de um oásis esquecido no meio do deserto e em seu conflito contra o perigoso Povo da Areia.
Nesse livro acompanhamos Obi-Wan em Tatooine, após os ultimos acontecimentos do EP III: A Vingança dos Sith. Após entregar Luke Skywalker para a família de fazendeiros Lars, Obi Wan precisa evitar atenção e então adota o apelido "Ben" para se passar como um forasteiro sem importância nas proximidades de Mos Eisley. Seu objetivo é ficar em exílio até a indeterminada hora certa, por isso tenta evitar se envolver com os habitantes locais. Porém quando percebe que até mesmo em lugares esquecidos há tramas e confusões, Ben entende que precisa ajudar, mesmo que isso traga um grande risco para seu disfarce.

“É tão estranho estar aqui, neste lugar e nestas circunstâncias. Anos atrás, tiramos uma criança de Tatooine, achando que ela era a maior esperança da galáxia. Agora, eu trouxa outra de volta, e com o mesmo objetivo em mente. Espero que a coisa saia melhor dessa vez. Porque o caminho até esse momento foi cheio de dor. Para toda a galáxia, para meus amigos… e para mim”. 

O livro é contado através de vários personagens que cercam Ben: Annileen Calwell, que é uma dona de armazém; Orrin Gault é um fazendeiro de umidade e empreendedor e A’Yark é uma líder de guerra Tusken. O livro é em terceira pessoa, com o narrador contando o ponto de vista de cada personagem. Em alguns momentos do livro podemos ler algumas “meditações” do Obi-Wan, onde este desabafa com seu antigo mestre Qui-Gon Jinn.


Comecei o livro sem nenhuma expectativa especial, e a medida que fui mergulhando na leitura fui muito surpreendida. A forma que John Jackson Miller escrever é fácil de se entender e fluida, com um desenvolvimento fantástico dos personagens retratados. Uma narração cheia de reviravoltas inesperadas, a trama foge do óbvio, onde o autor respeita os diversos elementos da saga clássica de Star Wars, reaproveitando termos, lugares e tecnologia e até mesmo a personalidade do nosso tão amado Jedi é algo que se aproxima muito ao apresentado nos filmes.

"Mesmo assim, não posso mais correr riscos. Eu estava ficando muito apegado às vidas das pessoas do oásis. É irônico. Era você quem sempre me dizia para me concentrar mais na Força viva, nas vidas daqueles a nosso redor, em vez de no quadro mais amplo, ao qual mestre Yoda se vinculava. Viver aqui, me envolver nesse mundinho, com seus pequenos dramas? Tem sido bastante esclarecedor. Eu perdi tudo isso enquanto estava correndo para todos os lados a fim de salvar a galáxia. Deixei de ver que, para muita gente, as lutas menores são tão importantes quanto nossas lutas maiores são para nós. Foi uma ótima lição a se aprender." 



O que mais gostei foi sobre a retratação da vida em Tatooine de uma forma que não estamos acostumados, nos aproximando dos cidadães locais e do dia a dia destes. Também vemos um outro lado dos conflitos envolvendo os Tuskens, ou O Povo da Areia, uma grande oportunidade pra conhecer mais da cultura desse povo que já conhecemos um pouco nos filmes. O livro remete também a histórias antecedentes que ocorreram envolvendo cavaleiros Jedi, como Shared Hett e Zayne Carrick (um dos meus personagens preferidos do universo expandido, nessa hora eu quase surtei ).

Apesar de tudo, não é um livro para um iniciante em Star Wars, pois você precisa de conhecimento prévio do filme para conseguir se situar. Mas, se você já é fã e deseja começar a ler histórias do universo expandido, aconselho fortemente que você leia Kenobi, um livro que vai além das expectativas. Um prato cheio pra quem gosta de histórias com cenas de ação, ficção científica, drama e até mesmo com uma pegada de faroeste. Enfim, no final, um livro pelo qual eu não tinha nenhuma expectativa conseguiu me cativar por completo, me surpreender e prender. E você, já leu Kenobi? Se sim, o que achou?

"Uma vida que parece pequena por fora pode ser infinita por dentro. Até mesmo alguém vivendo no lugar mais remoto do universo pode se preocupar com centenas de outras pessoas. Ou com toda a galáxia." 

Leia Também:

Nenhum comentário

Postar um comentário

[name=Vân Crist] [description=Your Description Here] (facebook=https://www.facebook.com/vaniacristinast) (twitter=https://twitter.com/VanzZombie) (instagram=https://www.instagram.com/vancrist/) (pinterest=https://pinterest.com/vancrist/) (tumblr=http://zombieffect.tumblr.com/)

@vancrist